Radio Clamor Urgente
RADIO CLAMOR URGENTE
MAPA DO SITE RÁDIO NOMES BÍBLICOS PASTOR LOURIVAL
NOSSO APLICATIVO ESCOLA DOMINICAL BÍBLIA PASTOR DARIO
Seja um Mantenedor de Nosso Ministério
BANCO SANTANDER
Agência: 4424
Conta Corrente: 1024649-0
Favorecido: Dario Batista Santos
CPF: 828.467.588-91

CARTA AOS EFÉSIOS - SAUDAÇÃO AOS DESTINATÁRIOS



Lição 1 - Carta aos Efésios - Saudação aos Destinatários
Lições Bíblicas do 2° trimestre de 2020 - CPAD - Classe de Adultos
Data da Aula - 5 de Abril de 2020
Comentarista - Douglas Baptista



Texto Áureo
"A vós graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo." (Ef.1.2)

Verdade Prática
A Epístola aos Efésios revela o propósito eterno de Deus para a Igreja de Cristo.

LEITURA DIÁRIA
Segunda - At 9.3-5 - A conversão de Saulo no caminho de Damasco
Terça - At 19.1-3 - A visita de Paulo a Éfeso por ocasião da terceira viagem missionária
Quarta - At 19.5-7 - O encontro de Paulo com os doze discípulos em Éfeso
Quinta - At 19.8 - Paulo prega durante três meses na sinagoga de Éfeso
Sexta - At 20.28-31 - Paulo admoesta a igreja e lembra dos três anos de ministério em Éfeso
Sábado - At 28.30 - A prisão domiciliar do apóstolo, em Roma, serviu para que ele escrevesse a Epístola aos Efésios

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Efésios 1.1,2; Atos 19.1-7

Efésios 1
1 - Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso e fiéis em Cristo Jesus:
2 - A vós graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.

Atos 19
1 - E sucedeu que, enquanto Apoio estava em Corinto, Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos,
2 - disse-lhes: Recebestes vós já o Espirito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo.
3 - Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados, então? E eles disseram: No batismo de João.
4 - Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo.
5 – E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus.
6 - E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas e profetizavam.
7 - Estes eram, ao todo, uns doze varões.

HINOS SUGERIDOS: 1, 250, 530 da Harpa Cristã

OBJETIVO GERAL
Mostrar o propósito divino na Epístola aos Efésios.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I - Apresentar a autoria e a data da Epístola;
II - Identificar para quem foi dirigida a Epístola aos Efésios;
III- Explicar o propósito da escrita e a mensagem contida na Epístola.

INTERAGINDO COM O PROFESSOR

Mais um trimestre se inicia e com ele o grande desafio deformar irmãos e irmãs no ensino das Sagradas Escrituras. Esse é um ministério glorioso e, por isso, devemos levá-lo adiante com muita seriedade, temor esacralidade. Deus conta conosco, os professores da Escola Dominical, para evangelizarmos enquanto ensinamos.

O assunto deste trimestre é a Carta aos Efésios. Nela, estudaremos gloriosas doutrinas e orientações pastorais para a vida prática de nossos alunos.

Nesta oportunidade, apresente o comentarista do trimestre: pastor Douglas Baptista, presidente do Conselho de Educação e Cultura da CGADB, líder da Assembleia de Deus Missão - DF, doutor em Teologia e licenciado em Filosofia.

Que o Senhor ilumine o seu ministério e lhe use com graça em sua classe. Bom trimestre e boa aula!

INTRODUÇÃO

A Epístola aos Efésios é denominada de "a coroa dos escritos de Paulo" e ainda de "a rainha das epístolas". Nela, o propósito eterno de Deus para a Igreja está revelado por meio de Cristo Jesus. Nesta lição, estudaremos os aspectos introdutórios e as principais abordagens doutrinárias da Epístola. Durante esse estudo, o conteúdo da Epístola deve nos levar à adoração a Deus e ao aperfeiçoamento de nossa vida cristã.

PONTO CENTRAL
Em Efésios Jesus Cristo é a cabeça; a Igreja, o seu corpo.

I - AUTORIA E DATA

1. Autoria.
Conforme o costume da época, o autor inicia a carta declarando sua identidade: "Paulo, apóstolo de Jesus Cristo" (1.1a).

O livro de Atos menciona que ele se chamava Saulo (nome hebraico), mas que também era conhecido como Paulo (At 13.9). Em hebraico "Saulo" significa "solicitado", provavelmente uma homenagem a "Saul", o primeiro Rei de Israel que pertencia à mesma tribo do apóstolo (At 13.21; Fp 3.5). Já Paulo significa "pequeno", era o seu nome romano (At 22.25).

2. A assinatura apostólica.
Nas treze cartas de sua autoria o Apóstolo se identifica como Paulo, nunca como Saulo. Provavelmente por considerar o nome mais apropriado para evangelizar o mundo gentílico (Rm 11.13). Outro detalhe relevante é a reivindicação de sua autoridade apostólica com a ressalva "pela vontade de Deus"(Ef 1.1), isto é, não escolhido por homens (Gl 1.1).

3. Uma epístola da prisão.
A Epístola foi escrita no período em que Paulo se encontrava preso em Roma. Ele se identifica como "o prisioneiro de Jesus Cristo" (3.1), "o preso do Senhor" (4.1) e o "embaixador em cadeias" (6.20). Isso indica que era uma carta enviada do cárcere. Por essa razão, ela íntegra o rol das Epístolas da Prisão redigidas aos Efésios, aos Filipenses, aos Colossenses e a Filemom.

4. Data.
De acordo com Atos, após realizar três viagens missionárias e implantar igrejas na região do Mediterrâneo, Paulo esteve em prisão domiciliar por cerca de dois anos (At 28.30), entre 60 e 62 d.C. aproximadamente. A partir dessa premissa, a data provável da redação da Epístola aos Efésios ocorreu por volta de 61 e 62 d.C., tendo Tíquico como o seu portador (6.21).

SÍNTESE DO TÓPICO I
O apóstolo Paulo é o autor da Carta aos Efésios e sua data de autoria se dá por volta dos anos 61-62 d.C., durante sua prisão em Roma.

SUBSÍDIO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO

A primeira lição deste trimestre tem por objetivo apresentar a Epístola aos Efésios de forma panorâmica. Por isso, ao expô-la, apresente os grandes pontos da epístola conforme eles estão organizados no material didático: Autoria e data; a questão de quem são os efésios, o contexto sociocultural da cidade e a inserção da igreja nela; e, finalmente, o porquê de o apóstolo escrever a carta para os crentes efésios.

Para ajudá-lo na exposição desta lição, esteja acompanhado de um bom Comentário Bíblico ou uma boa Introdução ao Estudo do Novo Testamento. A Bíblia de Estudo Pentecostal, editada pela CPAD, também é uma boa ferramenta para a exposição dos assuntos que serão tratados aqui. Por último, sugerimos que você apresente aos alunos o esboço da Epístola, conforme quadro abaixo:

ESBOÇO DA EPÍSTOLA AOS EFÉSIOS

PARTE 1 - Gloriosas Declarações Teológicas a Respeito da Redenção (capítulos 1—3)
1) Saudação (1.1,2)
2) A Preeminência de Cristo Jesus na Redenção (1.3-14)
3) A Oração Apostólica pelo Esclarecimento Espiritual dos Crentes (1.15-23)
4) Os Resultados da Redenção em Cristo (2.1-3.13)
5) A Oração Apostólica pelo Esclarecimento Espiritual dos Crentes (3.14-21)

PARTE 2 - Instruções Práticas para a Igreja e para os Crentes (capítulos 4-6)

1) Implementando o Propósito de Deus (4.1-16)
2) Reproduzindo a Vida de Cristo nos Crentes (4.17 - 5.21)
3) Aplicando a Autoridade de Cristo aos Relacionamentos do Lar (5.22 - 6.9)
4) Estar Capacitado e Equipado para a Batalha Espiritual (6.10-20) 5) Conclusão (6.21-24)

II - DESTINATÁRIOS

1. A cidade de Éfeso.
Fundada por volta de 1050 a.C., tornou-se num centro político, comercial e religioso da Ásia Menor, atual país da Turquia. Era uma cidade litorânea, cujo porto desaguava no mar Egeu.


Sua rua principal era pavimentada em mármore com colunas trabalhadas em ambos os lados. Era considerada uma metrópole com cerca de 500 mil habitantes. Tinha o maior anfiteatro do mundo, com capacidade para 25 mil espectadores. Próximo dali ficava o estádio com a pista de corridas e a arena onde ocorriam as lutas entre animais selvagens, como também entre homens e animais.

2. A religiosidade em Éfeso.
A cidade abrigava o templo de Ártemis (Diana - a deusa da fertilidade), construído em mármore. A economia da cidade dependia dos milhares de turistas que a visitavam. Sua maior fonte de renda era o comércio de nichos de prata vendidos no templo, razão pela qual seus moradores ficaram alarmados com a pregação de Paulo contra a idolatria (At 19.27-29).

3. A igreja de Éfeso.
Paulo evangelizou a cidade e seus arredores durante três anos (At 20.31). Quando chegou a Éfeso, o Apóstolo encontrou doze discípulos, os quais batizou nas águas e conduziu a receber o batismo no Espírito Santo (At 19.5-7). Em seguida evangelizou os judeus na sinagoga por um espaço de três meses (At 19.8). E como alguns judeus resistiram ao Evangelho, voltou-se para os gentios pregando num salão alugado na escola de Tirano (At 19.9).

Em Éfeso, Deus usou Paulo poderosamente e a igreja crescia, pois até os lenços e aventais do apóstolo foram usados para curar os enfermos e expulsar demônios (At 19.12). Grandes líderes da igreja também passaram por Éfeso: Apoio ministrou ali e foi instruído por Priscila e Aquila (At 18.24-28); Timóteo também foi designado para pastorear na cidade (1 Tm 1.3); e segundo Irineu (130-202 d.C.), bispo grego do primeiro século, o apóstolo João também liderou a igreja.

4. A saudação epistolar.
A saudação é a mais breve dentre todos os escritos de Paulo. Ele se dirige "aos santos e fiéis em Cristo Jesus" (1.1), isto é, aqueles que foram separados e consagrados para ser a propriedade exclusiva de Deus (1 Pe 2.9). Paulo os cumprimenta com as palavras "graça e paz" (1.2), uma expressão que lembra o favor gratuito e imerecido de Deus. Quanto aos destinatários, a maioria dos intérpretes considera que a Epístola era uma carta circular destinada aos cristãos de maioria gentílica das muitas igrejas da Ásia, provenientes de Éfeso, a metrópole mais importante daquela região.

SÍNTESE DO TÓPICO II
A Epístola é considerada uma carta circular dirigida às igrejas da Ásia, a começar pela cidade de Éfeso, o centro político, comercial e religioso da época.

SUBSÍDIO BÍBLICO-TEOLÓGICO

"A CIDADE DE ÉFESO

Situada em uma baía interior (hoje em dia coberta de lodo), a cidade se ligava, através de um canal estreito do Rio Cyster, ao mar Egeu, a uma distância aproximada de 3 milhas (4.8 quilômetros). A cidade ostentava impressionantes monumentos cívicos, incluindo-se entre eles o proeminente templo de Artemis (Diana), uma das sete maravilhas do mundo antigo. As moedas da cidade orgulhosamente exibiam o 'slogan' Neokoros, isto é, 'guardiã do templo'. Paulo pregou a grandes multidões nessa cidade. Os artesãos se queixavam de que ele havia influenciado um grande número de pessoas em Éfeso e em praticamente toda a província da Ásia (At 19.26). Em um dos eventos mais dramáticos registrados no Novo Testamento, o apóstolo conseguiu desvencilhar-se de uma grande multidão no teatro. Essa estrutura, localizada na ladeira do monte Pion, no final do 'Caminho da Arcádia', podia acomodar 25.000 pessoas sentadas" (ARRINGTON, French L; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento. Vol.2. Rio de Janeiro: CPAD, 2017, p.387).

III - PROPÓSITO E MENSAGEM

1. O propósito.
Aparentemente a Epístola não aborda nenhum problema específico como em outras de Paulo. Porém, nos capítulos iniciais da Carta percebemos algumas ênfases que sinalizam a solução de certas questões. Por exemplo, havia novos convertidos que vinham do mundo helénico e praticavam religiões de mistérios e magia, mas que agora se reuniam com os santos de Éfeso. Não por acaso, o apóstolo Paulo mostra àqueles crentes que Cristo está no controle do universo inteiro (1.20-22).

Também é possível perceber outro tipo de ênfase do apóstolo. 0 passado daqueles cristãos era marcado pela imoralidade e bebedeiras, mas uma vez salvos pela graça, eles deveriam adotar um novo estilo de vida em Cristo (2.1-10).

Destaca-se ainda uma preocupação com a unidade e a paz entre judeus e gentios cristãos, enfatizadas pelo plano universal da redenção para ambos (2.11-18).

Sob essas premissas, então, podemos considerar que uma das intenções do autor aos Efésios era a de atender as múltiplas necessidades da igreja numa perspectiva pastoral. Por isso a Carta é apontada por estudiosos como o tratado teológico sobre a Igreja, o Corpo de Cristo.

2. A mensagem.
A mensagem de Efésios gira entorno de duas temáticas: Jesus Cristo, a cabeça (1.22; 4.15; 5.23); a Igreja, o corpo (1.23; 4.12; 5.30). Assim, podemos classificar os desdobramentos desses assuntos nos seguintes eixos temáticos:
(1) A consumação do plano eterno de Deus na pessoa Jesus Cristo (1.3-5);
(2) a atuação do Espírito Santo como o penhor da experiência de salvação (1.13,14);
(3) a reconciliação dos povos por intermédio da cruz de Cristo (2.16);
(4) a revelação do mistério da vontade de Deus por obra do Espírito Santo (3.5);
(5) um novo estilo de vida baseado na unidade, na comunhão com o Espírito, na frutificação, na adoração e na intercessão no Espírito (4.3,30; 5.9,18,19; 6.18); os novos relacionamentos conjugais e a luta contra o Diabo (5.21 - 6.20). Portanto, a Epístola contém uma combinação de doutrina, fé e prática da vida cristã, ou seja, de tudo o quanto Deus fez e do que se espera que a Igreja faça.

SÍNTESE DO TÓPICO III
A abordagem da carta gira em torno de duas temáticas: Jesus Cristo, a cabeça; a Igreja, seu corpo.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO
Não deixe de mencionar a questão do Espírito Santo na Carta aos Efésios, por isso, leve em conta o seguinte fragmento textual:

”O Ministério do Espírito Santo em Efésios

Embora os temas mais importantes em Efésios sejam Cristo, a igreja e o plano eterno de Deus para redenção, é o Espírito Santo e o seu papel em relação ao crente e à Igreja, como presença poderosa de Deus, que faz de nós o povo de Deus e corpo de Cristo na terra. Em relação à proeminência do Espírito Santo em Efésios, Gordon Fee comenta (732): 'Existem raros aspectos da vida cristã em que o Espírito Santo não assume o papel principal, e são raros os aspectos sobre o papel do Espírito que não tenham sido mencionados nessa carta'.

Em 1.13, o Espírito Santo é chamado (lit.) de o Espírito Santo da promessa', cuja importante promessa divina é um sinal de que os últimos dias já chegaram (Jl 2.28-32; At 2.16-21). Jesus promete batizar seus discípulos com o (ou no) Espírito Santo (At 1.5), assim como João Batista havia pregado (Mc 1.8; Jo 1.33) e nesse contexto refere-se ao Espírito como aquEle que o Pai havia prometido (Lc 24-49; At 1.4). [...] Além disso, em Efésios, o Espírito Santo é descrito como a marca ou o selo da propriedade de Deus (1.13), a primeira parte da herança do crente através de Cristo (1.14), 'o Espírito de sabedoria e revelação' (1.17), aquEle que capacita o crente a ter intimidade com o Pai (2.18), aquEle pelo qual Deus habita na Igreja (2.22), o revelador do mistério de Cristo (3.4,5) e a pessoa que fortalece os crentes em seu íntimo (3.16)" (ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento. Vol.2. Rio de Janeiro: CPAD, 2017, p.389).

CONCLUSÃO

A Epístola revela um elaborado resumo da salvação e suas implicações para a vida cristã. Seu conteúdo recorda o favor imerecido que recebemos gratuitamente da parte de Deus. Suas exortações nos impelem a viver em santidade e, alicerçados em Cristo - a cabeça da Igreja (1.22), a batalhar contra as forças das trevas.

PARA REFLETIR
A respeito de "Carta aos Efésios - Saudação aos Destinatários" responda:

1- Como o apóstolo se identifica nas treze cartas de sua autoria?
Nas treze cartas de sua autoria o Apóstolo se identifica como Paulo, nunca como Saulo.

2- Em que período a Epístola foi escrita?
A epístola foi escrita no período em que Paulo se encontrava preso em Roma.

3- Qual era a maior fonte de renda da cidade de Éfeso? ,br>Sua maior fonte de renda era o comércio de nichos de prata vendidos no templo, razão pela qual seus moradores ficaram alarmados com a pregação de Paulo contra a idolatria (At 19.27-29).

4- Cite alguns líderes importantes que passaram pela igreja de Éfeso. Apoio, Priscila e Áquila, Timóteo, apóstolo João.
Resposta pessoal

5- O que podemos considerar em relação a algumas intenções do autor?
Podemos considerar que uma das intenções do autor aos Efésios era a de atender as múltiplas necessidades da igreja numa perspectiva pastoral.

Fonte:CPAD



INDEX